x 

Dulcíssimo Jesus, cuja imensa ca ridade para com os homens é paga tão ingratamente com esquecimento, com negligência, com desprezo, eis?nos prostrados ante o Vosso altar dispostos a reparar por este espe cial testemunho de honra, tão indi gna frieza dos homens e as injúrias que de toda a parte ferem o Vosso amantíssimo Coração.

Mas lembrando?nos de que nós próprios nem sequer estivemos isentos de tamanha indignidade e cheios por isso de profunda dor, imploramos em primeiro lugar para nós a Vossa misericórdia, prontos a reparar por voluntária expiação não só os pecados que nós mesmos cometemos, mas também os daqueles que andando longe do caminho da salvação se recusam a seguir?Vos como Pastor e Guia, obstinando?se na sua infidelidade, ou repeliram o suavíssimo jugo da Vossa lei, calcando aos pés as promessas do baptismo.

E não só queremos expiar todos esses crimes deploráveis, mas também nos propomos reparar cada um deles, em particular: a imodéstia e impudor da vida e do vestuário, tantas ciladas de corrupção armadas às almas inocentes, a prova, nação dos dias festivos, as injúrias execrandas lançadas contra Vós e os Vossos Santos, bem como os insultos dirigidos ao Vosso Vigário e à Ordem sacerdotal, o desprezo ou os horríveis sacrilégios com que se profana o próprio Sacramento do Amor divino, e finalmente os crimes públicos das nações que repelem os direitos e o magistério da Igreja, que Vós mesmo instituístes.

Ó! Quem nos dera poder lavar esses crimes com o nosso sangue!

Entretanto, para reparar a honra divina ultrajada, nós Vos apresentamos, em união com as expiações da Virgem Mãe, de todos os Santos, e também dos piedosos fiéis, aquela mesma satisfação que Vós um dia oferecestes ao Vosso Pai na Cruz e que todos os dias renovais nos altares, prometendo?Vos de todo o coração, quanto em nós couber, e com o auxílio da Vossa graça, reparar os pecados cometidos por nós e pelos outros, e a indiferença para com tamanho Amor, com a fé firme, vida pura, perfeita observância da lei evangélica, especialmente da caridade, e impedir, segundo as nossas forças, as ofensas que Vos dirigem, procurando atrair para o Vosso caminho todos aqueles que pudermos.

Acolhei, benigníssimo Jesus, nós Vo?lo pedimos, pela intercessão da Bem?aventurada Virgem Maria Reparadora, a homenagem voluntária desta expiação, dignai?Vos, pela dom precioso da perseverança, conservar?nos fidelíssimos até à morte na Vossa obediência e no Vosso serviço, a fim de que consigamos chegar àquela Pátria onde Vós com o Pai e o Espírito Santo, viveis e reinais, Deus pelos séculos dos séculos.

Assim seja.

Destaques

Contactos

Telefone: (+351) 21 136 58 60

Telemóvel: (+351) 91 702 38 85 • 91 891 09 44

http://www.tendadaalma.com

E-mail: geral@tendadaalma.com